Objetivo é mostrar conteúdos sobre novas tecnologias, reciclagem e soluções alternativas para a cadeia produtiva do plástico

 

O setor do plástico também ganha espaço na Ecomondo Brasil 2020. Em função dos desafios ambientais por conta, principalmente, da poluição dos mares, o assunto despertou uma busca por mudanças na gestão do plástico, tecnologias para sua reciclagem, novos materiais e soluções, pois, segundo Luiz Fernando, um dos problemas desse setor é que não se consegue obter o material reciclado com a qualidade necessária para seu retorno ao processo produtivo. “A qualidade do reciclado é um dos grandes gargalos, além de que tem muito mais demanda do que oferta, então, até por isso o preço do material reciclado é quase o mesmo valor do material virgem e, enfrenta, ainda, a questão da bitributação”, complementa.

Portanto, o executivo afirma que estão estudando conteúdos para atender essa demanda, em parceria com a Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast), por exemplo. “Nosso objetivo é mostrar quais são os caminhos que podemos trilhar nesse setor, o que está efetivamente sendo feito para que tenhamos, cada vez mais, uma qualidade maior do material reciclado, pois, atualmente, quase todas as indústrias estão buscando material reciclado para suas embalagens e temos condições de mostrar os processos tecnológicos que já estão disponíveis no mercado, as soluções inovadoras, matérias-primas utilizadas para lavagem do plástico, entre outros itens que podem ser apresentados dentro da feira”.

Luiz Fernando ressalta que a gestão de resíduos continua sendo o ponto focal da Ecomondo Brasil. Em 2020 a Política Nacional de Resíduos Sólidos completa 10 anos e será uma grande oportunidade para promover debates para tratar o que aconteceu ao longo desses anos, o que evoluiu, o que funcionou, o que deixou a desejar, quais são as tendências, quais são os acordos setoriais que já existem, entre outros assuntos. “A feira é um evento importante dentro desta agenda e vamos aproveitar para mostrar a fotografia do que foi desenvolvido, seus desafios e avanços”, conclui.