Home Notícia EMAE aprova usina fotovoltaica flutuante na represa Billings

EMAE aprova usina fotovoltaica flutuante na represa Billings

por admin

Chamada pública vai selecionar empresas para instalação de novas usinas flutuantes no reservatório Billings, em São Paulo

A BYD em parceria com a Sunlution – KWP, pioneira na instalação de painéis sobre flutuadores ( Hydrelio®  – Ciel et Terre) para uso em espelhos d’água, realizado um projeto piloto para a EMAE (Empresa Metropolitana de Águas e Energia) na represa Billings na Região Metropolitana de São Paulo. O projeto piloto foi desenvolvido a partir de uma chamada pública em que a BYD doou 300 módulos fotovoltaicos modelo P6K Policristalino, adquirida na fábrica de Campinas. Diante do sucesso da Usina flutuante, a EMAE planeja agora dar continuidade neste projeto de novas usinas flutuantes de energia solar voltadas para comercialização de energia em larga escala.

A Represa Billings é um dos maiores e mais importantes reservatórios de água da Região Metropolitana de São Paulo, em uma área de 10.700 hectares de lâmina d’água.

A doação dos 300 painéis foi uma aposta da BYD em pesquisa e desenvolvimento. “Quando tomamos conhecimento da proposta da usina flutuante na represa Faturamento decidimos investir e contribuir com este projeto piloto, apostando no fomento de tecnologias pioneiras e inovadoras no território nacional”, explicou Nelson Lin, vice-presidente da BYD Brasil.

Esta é a primeira usina fotovoltaica flutuante utilizando os módulos fabricados no Brasil pela BYD. Na China a empresa já tem projetos de 356MW neste formato. Estes produtos são perfeitamente adaptados ao uso sobre lâminas d’água, inclusive em ambiente salino.

O sócio-presidente da Sunlution – KWP, Luiz Piauhylino Filho, destaca as vantagens da montagem de usinas fotovoltaicas flutuantes 100% brasileiras. “Além de ter uma montagem ágil e rápida, uma performance das usinas solares flutuantes chega a ser, em média, 14% mais eficiente do que as fazendas solares sobre solos, graças ao resfriamento dos painéis sobre a água”.

No Brasil, as usinas fotovoltaicas flutuantes ainda são pouco marcantes, com destaque para os projetos da hidroelétrica de Sobradinho, na Bahia e a fazenda de Cristalina, em Goiás, realizados com a participação da Sunlution. No entanto, a tecnologia sobre água já foi difundida em países como Japão, China e Cingapura.

EMAE abre chamada pública para atrair novos investidores

No dia 6 de outubro, o Governo do Estado de São Paulo, por meio da Empresa Metropolitana de Águas e Energia (EMAE), abriu chamada pública para a escolha de empresas aprovadas em instalar usinas fotovoltaicas flutuantes no reservatório Billings, na capital paulista. As propostas de plantas de geração com potência variam entre 1 megawatt-pico e 30 megawatt-pico em quatro locais pré-definidos no Billings.

 

 

Compartilhar

Posts relacionados

Deixar um comentário