Com foco na gestão e inovação, primeira edição do evento visa debater temas de interesse da iniciativa privada, poder público e sociedade

 

Tatiana Tucunduva Philippi CorteseRetrato P&Bedit

Docente do Programa de Mestrado Acadêmico em Cidades Inteligentes e Sustentáveis – PPGCIS, da Uninove

Presidente do Comitê Científico da Ecomondo Brasil

 

Com a palestra magna intitulada “Os desafios da Gestão Sustentável”; o 1º Painel com enfoque na questão da  Logística Reversa de Resíduos e Novos Mercados; e o 2º Painel destacando a Inovação no Ambiente Urbano por meio da construção e Uso Sustentável, a programação do Ecomondo Brasil – Fórum Internacional de Soluções Sustentáveis – pretende discutir temas relevantes para iniciativa privada, poder público e sociedade civil organizada. Para tanto, convidamos Ricardo Young, que tem extensa experiência sobre gestão e seus desafios, para que tenhamos planejamento eficiente nas cidades.

Esse assunto concatena com a proposta principal do nosso fórum, que é oferecer conteúdo fundamental para sustentar a tomada de decisão de gestores públicos e privados, pois de nada adianta falar que a gestão é sustentável se não tivermos projetos, planos e programas para implementar e transformar, de fato, essa gestão. E é bom lembrar que não pode ser um processo só top down, mas, assertivamente, tem que ser um processo participativo, caso contrário os resultados não serão conferidos no longo prazo.

O primeiro painel traz a questão da logística reversa de resíduos e os novos mercados, que é algo que, desde que a Política Nacional de Resíduos Sólidos foi implementada e entrou em vigor, ainda estamos enfrentando dificuldades para que se torne uma realidade e, portanto, temos que expor quais são essas dificuldades, mas também quais são as soluções que estão sendo apontadas e aplicadas por diversos estados e municípios, através dos acordos setoriais. E são esses os pontos-chave que vamos discutir nesse primeiro painel.

Já o segundo painel apresenta a inovação no ambiente urbano, com a apresentação de iniciativas de sucesso para demonstrar como a tecnologia e a sustentabilidade podem caminhar juntas na busca por cidades mais inclusivas.

O Comitê Científico da Ecomondo Brasil é formado por representantes da sociedade civil, da academia, do poder público – tanto da esfera executiva quanto legislativa – e também da iniciativa privada. Essa composição diversa é que possibilita a identificação dos temas mais relevantes para o Fórum nesta primeira edição.

Acreditamos que os palestrantes convidados poderão dar aos participantes excelentes contribuições, uma vez que o Comitê Científico teve a preocupação de, em cada painel, elaborar uma configuração na qual todos os atores da sociedade estejam representados. Para fomentar os debates após as apresentações, os mediadores são profissionais que se destacam nas áreas específicas de cada painel, visando colaborações efetivas.

Esperamos que essa primeira edição do Ecomondo Forum Brasil consiga atrair profissionais e cidadãos interessados por essas questões, para que tenhamos uma discussão rica, com contribuições práticas, como resultado desse evento. Que seja só a primeira edição de muitas que virão, pois o objetivo dos organizadores é que o evento consiga ser referência para discutir questões técnicas específicas com propriedade, com palestrantes de alto nível e com representatividade dos diversos setores da sociedade. Portanto, contamos com a presença de todos!