Trabalho de coleta foi feito pela Reciclanip e alcançou um volume ligeiramente acima da meta de logística reversa estabelecida pelo Ibama

Destinação-de-pneus

Os fabricantes nacionais de pneus coletaram por todo o Brasil quase 460 mil toneladas de pneus inservíveis no ano passado, perfazendo 101,8% da meta estabelecida pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis).

Os números foram divulgados pela Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (Anip). O volume equivale a 91,6 milhões de pneus para carros de passeio e foi divulgado pelo Ibama no Relatório de Pneumáticos 2018.

O trabalho de coleta foi feito pela Reciclanip, criada pelas fábricas locais para dar novo destino a pneus descartados. O Sudeste foi a região que mais se destacou, respondendo por 56,8% do total coletado e destinado. A região Sul veio a seguir, com 21,2% do volume. Na sequência estão o Centro-Oeste, o Nordeste e o Norte, com 9,8%, 9% e 3,2%, respectivamente.

Em 2016, o total de pneus descartados no Brasil foi de 510.449,83 toneladas. Deste total, a Reciclanip coletou e destinou 457.533, que representa mais de 100% dos pneus nacionais e 90% do total de pneus descartados. O restante pertence aos importadores, que cumpriram apenas 68% da meta deles.

De 1999 a 2016 foram recolhidos e destinados adequadamente 4,17 milhões de toneladas de pneus inservíveis, o equivalente a 835 milhões de pneus de passeio.

A meta de logística reversa de pneus exigida pelo Ibama é em nível nacional. Então o número de pneus descartados é mapeado pelo número de pneus vendidos para reposição.